Carregando...
 

Vida leve e saudável

Fermento Natural - Confissões insanas


5020 Visitas
Publicado por RoxWolf em 09/12/2012
Psiu, psiu... Chega junto... Conta aqui no meu ouvido: Você conversa com suas plantas? E com o seu kefir? Também! E com o seu fermento, você conversa?

Pois é... Não se sinta o único "E.T." neste planeta insano! Além de você, há muitas outras pessoas(external link) que também tem carinho e até conversam com o fermento delas. Inclusive eu! Risos.

Além dos diálogos particulares, há também a escolha de nomes! Já que o tratamos como indivíduos, nada mais justo que eles tenham um nome próprio, afinal, estão vivos!

Você já parou para pensar que aquele pão que você acaba de fazer com seu fermento natural possui vida??? Respira e se move! Isso é uma prova que há vida ali ( as vezes eu penso que ele está tentando se comunicar comigo! ).

Depois de minhas descobertas e estudos sobre as leveduras para pães, acabei fazendo outros testes com fermentos, cada um com sua particularidade. A convivência e trabalho com eles me fizeram conhecer suas características, e perceber que cada um possui uma "personalidade" que diferencia um do outro. Vou aproveitar esta conversinha com você e apresentá-los. Começando com o Igor:



O Igor é o fermento integral, é o "certinho" da turma. Produz pães mais saudáveis, bonitos e uniformes. É um fermento de aroma agradável, tem bom desempenho na fermentação dos pães mais pesados, como as massas de pães integrais e semi integrais.





O Zakk é o meu fermento branco, fortão! Loiro, bonito e robusto! Não está aí pra nada, fermenta com muita facilidade qualquer tipo de massa, seja ela branca ou não. Tem excelente desempenho, mas as vezes até demais! Guloso, se alimenta de qualquer tipo de açúcar que vê pela frente. Mas é um bom rapaz, tirou nota 10 na fermentação de panetones.





Jaelle, é o meu fermento de jabuticaba, é a caçula da família. É elegante e perfumada, cheia de charme! Mas quando o assunto é trabalhar... Ela já se torna azeda! Jaelle produz pães de pH baixo, de aroma forte, o gosto da massa fica ácido. O cheiro lembra uma fermentação inebriante de bebida alcoólica. Já que ela não serviu no quesito fermentação de pães comuns, pois se acha muito sofisticada para isso, só será usada em pães de massas diferentes, mais ácidas como a massa do pão sourdough.





Apresentamos Maximus! Este fermento que já nasceu branco veio para facilitar seu trabalho na arena... Ops! Digo, na área da panificação! É um fermentador poderoso, ágil e versátil, pois tanto faz a batalha... Ops! Digo, tanto faz o tipo de massa que ele encara sem exitar! Seja ela branca, integral, com frutas ou mesmo com sementes, Maximus vai levantar a multidão com sua performance e coragem! Saiba mais sobre ele.






E você? Você já deu um nome para o seu fermento? Nos conte a história e a "personalidade" do seu fermento nos comentários deste post! Ficaremos muito contentes em conhecer sua família!


Texto : Rosângela Bittencourt Wolf
Foto: Roni Wolf


dicaSaiba mais sobre o Kefir

Ficha Técnica - Kefir

Como cuidar do Kefir

Lista de receitas com Kefir

Kefir na midia


Como adquirir ou doar grãos de kefir:
http://kefiralimentoprobiotico.blogspot.com.br(external link) (Blog - Lista de doadores no Brasil e Portugal)
http://www.facebook.com/KEFIR.alimento.probiotico(external link) (Facebook - Perfil do blog KEFIR Alimento Probiótico)
fazendo_kefir-subscribe em yahoogrupos.com.br (Yahoo Grupos - Lista de doadores)
Pedido de doação no site Roxwolf

Ads by Google

Parceiros