Carregando...
 

Vida leve e saudável

It's alive! Está vivooooo!


3663 Visitas
Publicado por RoxWolf em 22/09/2012
Meu fermento caseiro de kefir está vivo! Estou comovida! Eu consegui criar meu próprio fermento caseiro! E ele vive! Respira e se move! Mostrando para mim que há vida ali! Nem consigo acreditar! Agora posso ter idéia de como o Dr. Henry Frankenstein se sentiu quando notou vida em sua criação! O criador e a criatura frente a frente! It's alive! Que emoção!

Flash não disponível.
Enfim um novo começo! A partir de hoje estou me libertando do uso dos fermentos industrializados. Os mal cuidados e esfarrapados, que são jogados em uma prateleira qualquer, sem receber a atenção que lhe é devida. Como se não tivessem vida, ou como se fossem uma vida qualquer, sem valor algum.

O fermento é a alma do pão! É a vida dada em sacrifício a nobre arte da panificação. Arte esta que alimentou povos por centenas de anos. O fermento foi e ainda continua sendo, a vida de um alimento histórico e sagrado! Então porque tanto descaso?

Graças a Louis Pasteur, o fermento industrializado foi inventado. E chegou para mudar a história da panificação. Aumentar a produção e a renda dos que viviam da arte do pão. Objetivo alcançado! Os padeiros festejaram a nova era do fermento!
O fermento selvagem caiu em desuso e o industrializado se popularizou.

Transportando para a época atual... Há uma pergunta que não quer calar...
Por que os mercados e hipermercados tratam o fermento fresco com tanto descuido, como se ele não valesse nada? Colocando-os em prateleiras com refrigeração inadequada, misturados a outros produtos comuns, em temperaturas altas. Mais altas do que o mais forte e heroico dos levedos poderia suportar!

E não é diferente com o fermento seco. Já me ocorreu que tamanha falta de respeito, tanto com o fermento quanto com o consumidor, acontece porque ambos não conseguem se defender dos reais tiranos causadores desse estrago, que prejudicam todo o trabalho árduo de quem pratica a panificação. O consumidor fica a mercê das industrias e do comércio, torcendo para que eles entendam a situação, e comecem a treinar adequadamente seus funcionários, e que as industrias possam dar mais qualidade aos seus produtos. Afinal, não é justo que o prejuízo não possa ser cobrado de quem lhe é devido, e acabe sobrando para o lado mais fraco.

Foi por essas e outras que eu decidi preparar o meu próprio fermento! Tendo plena autonomia sobre minha criação. Cuidando do meu levedo da maneira correta, com o respeito e consciência de que sua vida é sublime e soberana.

Aprenda a criar o seu próprio fermento de kefir

Rosângela Bittencourt Wolf

Foto: Roni Wolf

dicaSaiba mais sobre o Kefir

Ficha Técnica - Kefir

Como cuidar do Kefir

Lista de receitas com Kefir

Kefir na midia


Como adquirir ou doar grãos de kefir:
http://kefiralimentoprobiotico.blogspot.com.br(external link) (Blog - Lista de doadores no Brasil e Portugal)
http://www.facebook.com/KEFIR.alimento.probiotico(external link) (Facebook - Perfil do blog KEFIR Alimento Probiótico)
fazendo_kefir-subscribe em yahoogrupos.com.br (Yahoo Grupos - Lista de doadores)
Pedido de doação no site Roxwolf

Ads by Google

Parceiros